ALGUMAS DIFICULDADES NO PROGNÓSTICO - DA REABILITAÇÃO NA SURDEZ INFANTIL

Autores

  • Rui Ribeiro Nunes Prof. Adjunto do ESSA, Mestre em Audiologia, doutorando em Tecnologias do Saúde.

DOI:

https://doi.org/10.34631/sporl.481

Palavras-chave:

Implante cóclear, prótese auditiva, prognóstico, reabilitação auditiva

Resumo

A diversidade qualitativa da surdez profunda coloco inúmeras questões relativamente ao prognóstico e consequentemente ao tipo de intervenção a adoptar e em que momento adoptar.

Estão em causa aspectos como distorções em intensidade, em frequência e no tempo, bem como a plasticidade cerebral com inegáveis consequências a nível do linguagem, fala e desenvolvimento cognitivo.

As deficiências existentes nos meios de diagnóstico em realizar um prognóstico adequado, leva-nos a repensar os critérios de decisão no tipo de intervenção. Os casos clínicos apresentados ilustram estes conflitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Como Citar

Ribeiro Nunes, R. (1). ALGUMAS DIFICULDADES NO PROGNÓSTICO - DA REABILITAÇÃO NA SURDEZ INFANTIL. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 44(2), 143-148. https://doi.org/10.34631/sporl.481

Edição

Secção

Artigo de Revisão