Metástases temporais: A propósito de um caso clínico

  • Sofia Decq Mota Interna do Complementar, Hospital Prof Dr Fernando Fonseca
  • Carolina Durão Interna do Complementar, Hospital Prof Dr Fernando Fonseca
  • Margarida Boavida Interna do Complementar, Hospital Prof Dr Fernando Fonseca
  • João Rego Assistente Hospitalar, Hospital Prof Dr Fernando Fonseca
  • Cristina Adónis Assistente Hospitalar, Hospital Prof Dr Fernando Fonseca
  • Filipe Freire Director de Serviço Otorrinolaringologia, Hospital Prof Dr Fernando Fonseca
Palavras-chave: osso temporal, metástases

Resumo

A metastização óssea para a cabeça e pescoço é rara. Em 20-35% dos casos, pode ser a primeira manifestação de uma neoplasia oculta. No caso específico do osso temporal, as metástases são originárias, mais frequentemente, da mama, pulmão, rim, próstata e estômago. 

Apresenta-se o caso clínico de uma doente, do sexo feminino, 71 anos, com Diagnóstico de Carcinoma Ductal tipo Cribiforme na mama esquerda, tendo sido submetida a mastectomia total, quimioterapia e radioterapia. 

À observação apresentava um quadro clínico de otalgia esquerda, associada a paralisia facial da hemiface ipsilateral, sem outros sintomas otológicos. Foi-lhe diagnosticada Otite Média Crónica agudizada, tendo sido medicada e pedida Tomografia Computorizada ao Ouvido Esquerdo, que demonstrou exuberante espessamento dos tecidos moles epicranianos temporo-parieto-occipitais à esquerda com extensão ao canal auditivo externo do mesmo lado. Por agravamento da sintomatologia, foi internada no Serviço de Otorrinolaringologia deste hospital para administração de terapêutica endovenosa, tendo-se admitido a hipótese diagnóstica de Otite Externa Maligna. 

Por manutenção do quadro, apesar de terapêutica optimizada, foi submetida a intervenção cirúrgica onde foi efectuada biopsia temporal, tendo sido diagnosticado lesão metastática por carcinoma invasivo da mama. 

 

Downloads

Não existe ainda disponível informação de downloads.

Referências

Barnes L. Metastases to the Head and Neck: an overview. Head and neck Pathol (2009) 3:217-224

Gloria-Cruz TI, Schachern P, Paparella M, et al. Metastases to temporal bones from primary nonsystemic malignant neoplasms. Arch Otolaryngol Head Neck Surg 2000;126:209-14

Bakhos D, Chenebaux M, Lescanne E, Lauvin M.Two cases of temporal bone metastases as presenting sign of lung cancer. European Annals of

Otorhinolaryngology, Head and Neck diseases 2011;129:54-57

Qu X, Huang X, Yan W, Wu L, Dai K. A meta-analysis of FDG-PET-CT, FDG-PET, MRI and bone scintigraphy for diagnosis of bone metastasis in patients with lung cancer. Eur J Radiol 2011;81:1007-15

Flint P. Cummings Otolaryngology Head and Neck Surgery. In: Merchant S, Nadol J. Otologic manifestations of systemic disease, Philadelphia, Mosby Elsevier; 2010:2100-2115.

Streitmann MJ, Sismanis A. Metastatic carcinoma of the temporal boné. Am J Otol. 1996 Sep;17(5):780-3

Como Citar
Decq Mota, S., Durão, C., Boavida, M., Rego, J., Adónis, C., & Freire, F. (1). Metástases temporais: A propósito de um caso clínico. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 52(2), 103-105. Obtido de https://journalsporl.com/index.php/sporl/article/view/464
Secção
Caso Clínico