Neoplasias malignas diagnosticadas no ano de 2011 no Departamento de ORL do HSM

  • Tatiana Carvalho Interna de Otorrinolaringologia Departamento de ORL, Voz e Perturbações da Comunicação do Hospital de Santa Maria, Lisboa
  • Ana Rita Santos Especialista de Otorrinolaringologia Departamento de ORL, Voz e Perturbações da Comunicação do Hospital de Santa Maria, Lisboa
  • Fátima Figueiredo Especialista em Epidemiologia Administração regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Lisboa
  • Luís Dores Interno de Otorrinolaringologia Departamento de ORL, Voz e Perturbações da Comunicação do Hospital de Santa Maria, Lisboa
  • Sandra Agostinho Interna de Otorrinolaringologia Departamento de ORL, Voz e Perturbações da Comunicação do Hospital de Santa Maria, Lisboa
  • Luís Freitas Interno de Otorrinolaringologia Departamento de ORL, Voz e Perturbações da Comunicação do Hospital de Santa Maria, Lisboa
  • Maria Pimenta Machado Interna de Otorrinolaringologia Departamento de ORL, Voz e Perturbações da Comunicação do Hospital de Santa Maria, Lisboa
  • Joana Deus Interna de Otorrinolaringologia Departamento de ORL, Voz e Perturbações da Comunicação do Hospital de Santa Maria, Lisboa
  • Óscar Dias Professor, Especialista de Otorrinolaringologia Departamento de ORL, Voz e Perturbações da Comunicação do Hospital de Santa Maria, Lisboa
  • Mário Andrea Professor, Director de Serviço Departamento de ORL, Voz e Perturbações da Comunicação do Hospital de Santa Maria, Lisboa
Palavras-chave: neoplasias da cabeça e pescoço, carcinoma ORL, laringe, perfil epidemiológico

Resumo

Duzentos mil novos casos de cancro da cabeça e pescoço são diagnosticados, no mundo, anualmente. Em Portugal estes tumores pertencem à lista das 10 neoplasias mais comuns. 

Objectivo: Descrever os aspectos clínicos e epidemiológicos dos novos casos de cancro diagnosticadas durante o ano de 2011 no Departamento de ORL do HSM. 

Material e Métodos: As seguintes variáveis foram analisadas: sexo, idade, tempo entre início dos sintomas e consulta de ORL, referenciação, sintomas comorbilidades, data do diagnóstico, localização primária do tumor, localização específica, hábitos tabágicos, alcoólicos e toxicológicos, estadiamento, tratamento proposto, tempo entre diagnóstico e início do tratamento e data e causa de morte. 

Resultados: Durante o ano de 2011 foram diagnosticados 96 novos casos de cancro, 84% em homens e 16% mulheres. O local primário mais comum foi a Laringe (39,5%), seguida da orofaringe e da hipofaringe. Histologicamente 74,4% eram carcinomas pavimentocelulares. A maioria dos pacientes tinha hábitos tabágicos e alcoólicos. 

Conclusão: Com este estudo os autores pretendem criar um perfil dos pacientes com o diagnóstico de neoplasia da cabeça e pescoço.

Downloads

Não existe ainda disponível informação de downloads.

Referências

Alvarenga LM, Ruiz MT, Pavarino-Berttelli EC, Ruback MJC et al; Avaliação epidemiológica de pacientes com câncer de cabeça e

pescoço em um hospital universitário do noroeste do estado de São Paulo; Rev Bras Otorrinolaringol; 2008; 74(1); 68-73

Bento MJ, Rosa M, Pontes L, Silva MA et al, Instituto Português de Oncologia de Franscisco Gentil; Registo Oncológico Nacional 2001; Eds Mediana 2008

http://www.ajudas.com/notver.asp?id=3965

http://geccp.pt/

http://www.pop.eu.com/

Manfro G, Dias FL, Soares JRN, Lima RA et al; Relação entre idade, sexo, tratamento reaizado e estágio da doença com a sobrevida em pacientes terminais com carcinoma epidermóide de laringe; Rev Bras de Cancerologia; 2006; 52(1); 17-24

Guily JL, Borget I, Vainchtock A, Rémy et al; Head and neck cancers in France: an analysis of the hospital medical information system (PMSI) database; Head Neck Oncol; 2010; 2(22)

Daher GC, Pereira GA e Oliveira AC; Características epidemiológicas de casos de câncer de boca registrados em hospital de Uberaba no período 1999-2003: um alerta para a necessidade de diagnóstico precoce; Rev Bras Epidemiol; 2008; 1(4): 584-596

Oliveira LR, Ribeiro-Silva A, Zucoloto S; Perfil da incidência e da sobrevida de pacientes com carcinoma epidermóide oral em uma população brasileira; J Bras Patol Med Lab; 2006; 42(5); 385-392

Lilly-Tariah OB, Somefun AO e Adeyemo WL; Current evidence on the burden of head and neck cancers in Nigeria; Head Neck Oncol.; 2009; 1 (14)

Liga Portuguesa Contra o Cancro; Cancro da boca disponível em http://www.ligacontracancro.pt

Deschler DG, Day T; Pocket guide to TNM staging of head and neck câncer and neck dissection classification; 2008; disponível

em http://www.entnet.org/EducationAndResearch/upload/NeckDissectionPart1.pdf

Abel EL, Kurger ML; What do we mean by “moderade” and “heavy” drinking?; Alcohol Clin Exp Resp; 1995; 19(4); 1024-1031 disponível em www.nebi.nlm.nih.gov/pybmed/7485812

Botelho JB, Oliveira VS, Freitas RF, Oliveira RS et al; Neoplasias malignas da tireóide: estudo do perfil clínico e epidemiológico de pacientes atendidos entre os anos de 1978-2008; disponível online em https://www.sporl.pt/LinkClick.aspx?fileticket=c1D2W2MnS8M%3d&tabid=145&mid=582&forcedownload=true

Rades D, Meyners T, Kazic N, Bajrovic A et al; Comparison of radiochemotherapy alone to surgery plus radio(chemo)therapy for

non-metastatic stage III/IV squamous cell carcinoma of the head and neck: A matched-pair analysis; Strahlenther Onkol; 2011; 187(9) disponível em http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21858415

Bittencourt R, Scaletzky A, Boehl JA; Perfil epidemiológico do câncer na rede pública em Porot Alegre-RS; Rev Bras Cancerologia; 2004; 50(2); 95-101

Ogata AC, Soares EW, Soares GV, Araki LT; Tumor segundo primário em pacientes operados com carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço; Rev Bras Otorrinolaringol; 1997; 63(6); 583-586

Ferlay J, Autier P, Boniol M, Heanue M et al; Estimates of the câncer incidence and mortality in Europe in 2006; Annals of Oncology; 2007; 18; 581-592

Kugaya A, Akechi T, Okuyama T, Nakano T et al; Prevalence, Predictive factors, and screening for Psychologic distress in patients with newly diagnosed head and neck cancer; Cancer; 2000; 88(12);2817-2823

Miranda AC, Pereira NA, Mesquita C, Bastos J et al; Top 10. Os 10 tumores mais frequentes na população portuguesa adulta na

região sul de Portugal no período 2000|2001; Eds Registo Oncológico Regional Sul IPOLFG-EPE; 2008

National Cancer Institute; Head and Neck Cancers disponível em http://www.cancer.gov/cancertopics/factsheet/SitesTypes/head-and-neck

National Cancer Institute; Surveillance Epidemiology and End results – Larynx, oral cavity and pharynx and thyroid disponível em http://seer.cancer.gov/statfacts

www.who.int

Como Citar
Carvalho, T., Santos, A. R., Figueiredo, F., Dores, L., Agostinho, S., Freitas, L., Pimenta Machado, M., Deus, J., Dias, Óscar, & Andrea, M. (1). Neoplasias malignas diagnosticadas no ano de 2011 no Departamento de ORL do HSM. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 52(3), 159-166. https://doi.org/10.34631/sporl.451
Secção
Artigo de Revisão