VERTIGEM. CAUSAS TUMORAIS

Autores

  • Marta Monteiro Interno do Internato Complementar de ORL do Hospital Garcia de Orta
  • Rosa Castillo Assistente Hospitalar de ORL do Hospital Garcia de Orta
  • Carla André Assistente Hospitalar de ORL do Hospital Garcia de Orta
  • Mário Santos Assistente Hospitalar graduado de ORL do Hospital Garcia de Orta
  • João Marta Pimentel Director do Serviço de ORL do Hospital Garcia de Orta

DOI:

https://doi.org/10.34631/sporl.429

Palavras-chave:

Vertigem, tumor.

Resumo

Os autores apresentam uma revisão do literatura sobre cousas tumorais de vertigem. Os tumores cous9dores de vertigem podem ter vários localizações anatómicos, podendo manifestar-se por característicos centrais, periféricos ou ambos.

Os Tumores do Angulo Ponto-Cerebeloso são as neoplasias do base do crânio que mais frequentemente afectam o fossa posterior, os mais comuns são os Neurinomas Vestibulares e os Meningiomas. Os tumores do cerebelo correspondem a 30% dos tumores intracroneanos em idade pediátrico, encontrando-se entre eles o Meduloblastoma.

Apresentam-se três casos clínicos de vertigem de causo tumoral diagnosticados na consulta de ORL: um caso de Meduloblastoma, um de Meningioma e o terceiro, de Neurinoma vestibular.

Os autores pretendem salientar o necessidade do otorrinolaringologista estar atento o possíveis causas centrais de vertigem, e dentro destas, a causas tumorais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Como Citar

Monteiro, M., Castillo, R., André, C., Santos, M., & Marta Pimentel, J. (1). VERTIGEM. CAUSAS TUMORAIS. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 44(1), 55-64. https://doi.org/10.34631/sporl.429

Edição

Secção

Artigo de Revisão

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 3 > >>