Protocolo e plataforma online do Rastreio Auditivo Neonatal Universal do Centro Hospitalar Baixo Vouga, EPE

Autores

  • Ana Cristina Lopes Centro Hospitalar Baixo Vouga, EPE- Serviço de Otorrinolaringologia
  • Andreia Neves Audiologista colaboradora do Serviço de Otorrinolaringologia, CHBV
  • Maria Adelaide Bicho Pediatra do Serviço Pediatria, CHBV
  • João Vilar Técnico Informático do Serviço de informática e análise de sistemas, CHVB
  • Maria Luísa Azevedo Directora do Serviço Otorrinolaringologia e Coordenadora do RANU, CHBV

DOI:

https://doi.org/10.34631/sporl.333

Palavras-chave:

Rastreio auditivo neonatal Universal, RANU, protocolo, plataforma

Resumo

Introdução: O Rastreio Auditivo Neonatal Universal (RANU) assume particular importância na detecção e intervenção precoce da perda auditiva. Neste âmbito, pretende-se explanar as vantagens obtidas com o protocolo e com a plataforma do Centro Hospitalar Baixo Vouga (CHBV), que objectivam a melhoria da funcionalidade e qualidade do RANU.


Desenho do estudo: Estudo retrospectivo.

Material e Métodos: Recém-nascidos (RN) avaliados no CHBV no âmbito do programa do rastreio auditivo neonatal no período de Janeiro a Dezembro de 2014.

Resultados: O protocolo estabelecido permitiu obter uma taxa de rastreios auditivos efectuados de 99,9% e um índice de falsos positivos de 0,4%.A plataforma contém as informações inerentes ao RN em todas as fase do RANU. No ano anterior, foram realizados 1663 rastreios, destes foram detectados 5 casos (0,3 %) com hipoacusia sensorioneural. 

Conclusão: Os resultados permitem-nos concluir, que o programa de rastreio auditivo implementado correspondeu em 2014 aos padrões sugeridos pela GRISI.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

- JOINT COMITEE ON INFANT HEARING. Year 2000 position statement: principles and guidelines for early hearing detection and intervention programs. Am J Audiol 2000;9:9-29.

- Huang LH, Zhang L, Tobe RY, Qi FH, et al. Cost-effectiveness analysis of neonatal hearing screening program in China: Should universal screening be prioritized? BMC Health Services Research 2012;12:97.

- WORLD HEALTH ORGANIZATION. Newborn and infant screening: current issues and guiding principle for actions. 2010. www.who.int/blindness/publications/Newborn_and_Infant_Hearing_Screening_Report.pdf. Acedido em Abril 1, 2015.

- Vaz R, Spratley J, Silva JS, Falcão A, et al. Rastreio auditivo neonatal universal no Hospital de S. João: resultados dos primeiros 12 meses. Revista Portuguesa de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial 2010; 48:207-10.

- Grupo de Rastreio e Intervenção da Surdez Infantil. Recomendações para o Rastreio Auditivo Neonatal Universal (RANU). Acta Pediatr Port 2007;38:209-14.

- AMERICAN ACADEMY OF PEDIATRICS. Newborn and infant hearing loss: detection and intervention. Pediatics 1999;103:527-30.

- Keren R, Helfand M, Homer C, McPhilips H et al. Projected cost-effectiveness of statewide universal newborn hearing screening. Pediatrics 2002;106:855-64.

- Marques TR, Mendes PC, Bochnia CF, Jacob LC, et al. Triagem auditiva neonatal: relação entre banho e índice de reteste. Revista Brasileira Otorrinolaringologia 2008; 74 (3): 375-81.

- Ciorba A, Hatzopoulos S, Camurri L, Negossi L, et al. Neonatal newborn heraing screening: four years experience at Ferrara University Hospital (CHEAP Project): Part 1. Acta Otorhinolaryngologica Italica 2007; 27:10-16.

Publicado

2017-05-07

Como Citar

Lopes, A. C., Neves, A., Bicho, M. A., Vilar, J., & Azevedo, M. L. (2017). Protocolo e plataforma online do Rastreio Auditivo Neonatal Universal do Centro Hospitalar Baixo Vouga, EPE. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 54(2), 99-103. https://doi.org/10.34631/sporl.333

Edição

Secção

Artigo Original