Sinusite fúngica invasiva crónica: a propósito de um caso clínico

Autores

  • Sandra Sousa e Castro Interna do Internato Complementar de ORL do Centro Hospitalar do Porto
  • José Gameiro dos Santos Assistente Hospitalar do Serviço de ORL do Centro Hospitalar do Porto
  • José Abrunhosa Assistente Hospitalar do Serviço de ORL do Centro Hospitalar do Porto
  • Isabel Ribeiro Assistente Hospitalar do Serviço de Neurocirurgia do Centro Hospitalar do Porto
  • Cecília Almeida e Sousa Directora do serviço de ORL do Centro Hospitalar do Porto

DOI:

https://doi.org/10.34631/sporl.252

Palavras-chave:

Sinusites fúngicas, sinusite fúngica invasiva crónica, Aspergillus fumigatus

Resumo

A sinusite  é uma patologia comum  que  afecta  aproximadamente 20 % da população. Existe controvérsia acerca da possibilidade da existência de fungos na mucosa sinusal, sem causar doença. A sinusite fúngica ainda é considerada uma patologia rara, apesar do aumento da incidência nas duas últimas décadas. Contudo, desconhece-se a prevalência exacta desta patologia.

Segundo a classificação mais recente, a sinusite fúngica é dividida nas formas não-invasiva e invasiva. A sinusite fúngica não-invasiva é subdividida em bola fúngica e sinusite fúngica alérgica. A forma invasiva está categorizada nas formas sinusite fúngica fulminante aguda, sinusite fúngica invasiva crónica e sinusite fúngica invasiva granulomatosa. O desenvolvimento das diferentes formas depende do estado imunológico do doente, sendo que as formas invasivas ocorrem geralmente em doentes imunocomprometidos.

Os autores relatam o caso de uma doente de 62 anos de idade, imunocompetente, com queixas de cefaleias e amaurose. O estudo imagiológico revelou ocupação do seio esfenoidal com erosão óssea adjacente. Foi submetida a intervenção cirúrgica onde se constatou ocupação do seio esfenoidal por material amarelo-esverdeado. O estudo microbiológico desse material revelou a presença de Aspergillus fumigatus. Foi medicada com variconazol, com resolução completa das queixas em uma semana. Dez meses após a cirurgia, a doente permanece assintomática.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Nechama U, Raanan CK, Irit E et al. Classification on fungal sinusitis in immunocompetent patients. Otolaryngol Head Neck Surg. 2003; 129 (4): 372-8.

Fatterpekar G, Mukherji S, Arbealez A et al. Fungal diseases of the paranasal sinuses. Semin Ultrasound CT MRI. 1999 Dec; 20 (6): 391-401.

Carothers D. Fungal sinusitis. 2008 Mar. www.american-rhinologic.org/patientinfo.fungal.phtml. Acedido em Julho 31, 2008

Ramadan H. Fungal sinusitis. 2006 Aug. www.emedicine.medscape.com/article/863062-overview. Acedido em Julho 31, 2008

Prichard C. Invasive fungal sinusitis. 2004 Dec. www.bcm.edu/oto/grand12-09-04.htm. Acedido em Julho 31, 2008.

DeShazo R, O'Brien M, Chapin K et al. A new classification and diagnostic criteria for invasive fungal sinusitis. Arch Otolaryngol Head Neck Surg. 1997; 123: 1181-88.

Browning G, Burton M, Clarke R et al. Scott-Brown's Otorhinolaryngology, Head and Neck Surgery. 7th ed, London, Hodder Arnold; 2008: pp 1449-57.

Xavier S, Korn G, Granato L. Mucormicose rinocerebral: apresentação de caso com sobrevida e revisão da literatura. Rev Bras Otorrinolaringol. 2004 Sep; 70 (5): 710-4.

Cummings C, Flint P, Haughey B et al. Otolaryngology: Head and Neck Surgery. 4th ed, St Louis, Mosby; 2005: pp 1187-92.

Busaba N, Golden D, Faquin W et al. Chronic invasive fungal sinusitis: a report of two atypical cases - original article. Ear Nose Throat J. 2002 Jul; 81 (7): 462-6.

Mylona S, Tzavara V, Ntai S et al. Chronic invasive sinus aspergillosis in an immunocompetent patient: a case report. Dentomaxillofac Radiol. 2007; 36: 102-4.

Como Citar

Sousa e Castro, S., dos Santos, J. G., Abrunhosa, J., Ribeiro, I., & Almeida e Sousa, C. (1). Sinusite fúngica invasiva crónica: a propósito de um caso clínico. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 47(3), 219-222. https://doi.org/10.34631/sporl.252

Edição

Secção

Caso Clínico

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 3 > >>