Pecoma cervical - a propósito de um caso clínico

Autores

  • Pedro Montalvão ORL – Unidade de Otorrinolaringologia do H. CUF Descobertas; Assistente Hospitalar Graduado de ORL do IPOLFG-EPE Lisboa
  • Rafael Cabrera Assistente de Anatomia Patológica – H. CUF Descobertas / IPOLFG-EPE Lisboa
  • João Cruz Especialista de Anatomia Patológica – H. CUF Descobertas
  • José Saraiva ORL – Coordenador da Unidade de Otorrinolaringologia do H. CUF Descobertas
  • Nuno Santiago ORL – Unidade de Otorrinolaringologia do H. CUF Descobertas; Prof. Auxiliar Convidado da FCML da Universidade Nova de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.34631/sporl.215

Palavras-chave:

tumor cervical, tumor benigno, pecoma, tumor do escavado do trapézio, tumor perivascular, tumor células epitelioides

Resumo

Os PEComas (“perivascular epithelioid cell diferentiation tumours”) são tumores mesenquimatosos, normalmente benignos, extremamente raros, constituídos por células epitelioides perivasculares, com características histológicas e imunohistoquímicas particulares.

São tumores referenciados a nivel do pulmão, rim e figado, mas muito raros na cabeça e pescoço. A pertinência desta publicação deve-se à raridade deste tipo de tumor e à dificuldade em obter um diagnóstico definitivo.

•Trata-se de paciente do sexo masculino, de 34 anos de idade, que refere o aparecimento de uma tumefacção cervical direita desde há 1 ano, indolor, com crescimento ligeiro, e sem outras queixas.

•O exame objectivo revela uma tumefacção latero-cervical direita de 10 cm a nível do trapézio. À palpação é indolor, e o tumor é de consistência mole, de superfície lisa, não aderente, não pulsátil, de mobilidade mantida.

•Realiza TAC cervical e RNM cervical pré-operatórias.

•Submetido a cirurgia, com exérese de tumor do escavado do trapézio.

•Sem complicações no pós-operatório.

•O resultado A.P. definitivo é de PEComa.

Os autores apresentam os critérios anatomo-patológicos que permitiram a classificação deste tipo de tumor.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

–Folpe AL. Neoplasms with perivascular epithelioid cell differentiation (PEComas). In: Fletcher, CDM; Unni, KK; Mertens, F,

editors. World Health Organization Classification of Tumours. Lyon, France: IARC Press, 2002; 221-222

–Banerjee SS, Eyden B, Trenholm PW, et al. Monotypic angiomyolipoma of the nasal cavity: a heretofore undescribed

occurrence. Int J Surg Pathol 2001; 9: 309-315

–Folpe A, Mentzel T, Lehr HA, et al. Perivascular epithelioid cell neoplasmsof soft tissue and gynaecologic origin: a clinicopathologic

study of 26 cases and review of literature. Am J Surg Pathol 2005; 29: 1558-1575

–Koutlas IG, Pambuccian SE, Jessurun J, et al. Perivascular epithelioid cell tumor of the oral mucosa. Arch Pathol Lab Med 2005;

: 690-693

Como Citar

Montalvão, P., Cabrera, R., Cruz, J., Saraiva, J., & Santiago, N. (1). Pecoma cervical - a propósito de um caso clínico. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 48(4), 217-221. https://doi.org/10.34631/sporl.215

Edição

Secção

Caso Clínico

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 3 4 > >>