Supraglotites: Vigilância e tratamento

Autores

  • Marta Cardoso Interno do Internato Complementar de Otorrinolarigologia do Hospital S. João, Porto, Portugal
  • Filipe Ramos Interno do Internato Complementar de Otorrinolarigologia do Hospital S. João, Porto, Portugal
  • Jorge Araújo Assistente Hospitalar Graduado de Otorrinolaringologia do Hospital S. João, Porto, Portugal
  • Eduardo Cardoso Assistente Hospitalar Graduado de Otorrinolaringologia do Hospital S. João, Porto, Portugal
  • Margarida Santos Directora do Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital S. João, Porto, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.34631/sporl.175

Palavras-chave:

supraglotite, epiglotite

Resumo

As supraglotites agudas, nas quais se inclui as epiglotites agudas, caracterizam-se por uma infecção aguda da epiglote e tecidos supraglóticos que pode evoluir rapidamente com obstrução da via aérea, sendo eventualmente fatal.

O objectivo deste trabalho foi estudar a apresentação clínica e tratamento efectuado em doentes com patologia infecciosa supraglótica.

Realizou-se um estudo retrospectivo dos processos de doentes internados com o diagnóstico de supraglotite e epiglotite aguda entre 2004 e 2009.

Foram analisados os processos clínicos de 78 doentes internados, 56 homens (72%) e 22 mulheres (28%) com idade média de 47,3 anos. Os sintomas mais frequentes na apresentação foram a odinofagia (78%), disfagia (67%) e dispneia/estridor (42%). Ao exame físico verificou-se que 31 (40%) dos doentes se encontravam com febre, sendo os sinais inflamatórios mais exuberantes ao nível da epiglote (74%) e pregas aritenoepiglóticas (29%).O tratamento realizado consistiu em vigilância, antibioterapia e corticoterapia (92%).

O tempo médio de internamento foi de três dias. Os sintomas na apresentação da infecção dos tecidos supraglóticos são variados e a sua evolução pode ser potencialmente fatal, pelo que o diagnóstico e tratamento atempado são fundamentais. Um doente necessitou de traqueotomia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

– Briem Birgir, Thorvardsson Ornolfur, Petersen Hannes, Acute Epiglottitis in Iceland 1983-2005 Auris Nasus Larynx, 2009 36: 46-52.

– Deeb Ziad, Acute Supraglottitis in Adults: Early Indicators of Airway Obstruction, Am J Otolaryngol 1997 18 (2): 112-115.

– Berger Gilead, Landau Tali, Berger Sivan, Finkelstein Y, Bernheim J, Ophir D; The Rising Incidence of Adult Acute Epiglottitis ans Epiglottic Abscess, Am J Otolaryngol 2003 24: 374-383.

– Carey Martin, Epiglottitis in Adults, Am J Emerg Med 1996; 14:421-424.

– Chang Yen-Liang, Lo Shih-Hung, Wang Pa-Chun, Shu Yu-Hsiang, Adult Acute Epiglottitis: Experiences in a Taiwanese Setting,

Otolaryngol Head Neck Surg 2005 132: 689-693.

– Youg Lisa, Price Connie, Complicated Adult Epiglottitis due to Methicillin-resistant Staphylococcus aureus, Am J Otolaryngol Head

Neck Med Surg, 2007; 28: 441-443.

– Myer Charles, Candida Epiglottitis: Clinical Implications, Am J Otolaryngol1997; 18 (6): 428-430.

– Bower Charles, Suen James, Adult Acute Epiglottitis Caused by Serratia marcescens, Otolaryngol Head Neck Surg, 1996; 115 (1)156-

- Deutsch Helen, Traumatic Supraglottitis, Int J Pediat Otolaryngol 2004; 68: 851-854.

– Spinale Joseph, Mayo-Smith Michael, Thermal Epiglottitis in Adults: A New Complication of Illicit Drug Use, J Emerg Med, 1997;

(4): 483-485.

– Mcnamara Robert, Koobatian Thomas, Simultaneous Uvulitis and Epiglottitis, Am J Emerg Med 1997; 15:161-163.

– Jerrard David, Olshaker Jonathan, Simultaneous Uvulitis and Epiglottitis Without Fever or Leucocytosis, Am J Emerg Med, 1996; 14: 551-552.

Como Citar

Cardoso, M., Ramos, F., Araújo, J., Cardoso, E., & Santos, M. (1). Supraglotites: Vigilância e tratamento. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 49(3), 155-158. https://doi.org/10.34631/sporl.175

Edição

Secção

Artigo Original

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 3 > >>