Impacto do estado nutricional nos resultados cirúrgicos dos doentes com tumores da cabeça e pescoço

Autores

  • Luís Filipe Fonseca Luís Filipe Fonseca Interno Complementar de ORL - Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho E.P.E., Portugal
  • Joaquim Castro Silva Assistente Hospitalar de ORL - Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil E.P.E., Portugal
  • João Fernandes Assistente Hospitalar Graduado de ORL - Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil E.P.E., Porto, Portugal
  • Eduardo Breda Assistente Hospitalar Graduado de ORL - Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil E.P.E., Porto, Portugal
  • Eurico Monteiro Director de Serviço de ORL - Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil E.P.E., Porto, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.34631/sporl.134

Palavras-chave:

Desnutrição, complicações pós-operatórias, tumores da cabeça e do pescoço, MUST

Resumo

Objectivos: A desnutrição é referida frequentemente nos doentes portadores de tumores da cabeça e do pescoço. O impacto da desnutrição sobre o resultado cirúrgico não é claramente compreendido. O propósito do nosso estudo foi avaliar o nível de desnutrição em doentes com tumores da cabeça e pescoço e tentar estabelecer uma relação com as complicações pós-operatórias.

Desenho do estudo: Os doentes submetidos à cirurgia no IPO Porto por tumores avançados da cabeça e do pescoço foram estudados retrospectivamente.

Material e métodos: Os processos clínicos foram revistos, à procura da avaliação nutricional MUST e de possíveis complicações pósoperatórias. O teste de Qui-quadrado foi usado para relacionar a desnutrição com as complicações pós-operatórias. Resultados: 29% dos doentes estudados apresentaram um risco global de desnutrição elevado ou intermédio. Este maior risco de desnutrição revelou-se significativamente preditivo de complicações major pós-operatórias (p < .05).

Conclusões: Doentes com risco global de desnutrição elevado ou intermédio apresentam maior risco de complicações major no pósoperatório.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Sako K, Loré JM, Kaufman S, Razack MS. Parenteral hyperalimentation in surgical patients with head and neck cancer: a randomized study. J Surg Oncol 1981;16:391-402

Reilly JJ. Does nutrition management benefit the head and neck cancer patient? Oncology 1990;4:105-115

Brookes GB. Nutritional status – a prognostic indicator in head and neck cancer. Otolaryngol Head Neck Surg 1985;93:69-74

Todorov P, Cariuk P, Mc Devitt T, Coles B. Characterization of a cancer cachectic factor. Nature 1996;379:739-742

Robbins KT, Favrot S, Hanna D, Cole R. Risk of wound infection in patients with head and neck cancer. Head Neck 1990;12:143-148

Gottschlich MM, Matarese LE, Shronts EP. Nutrition support dietetics core curriculum, 2nd ed. American Society for Parenteral and Enteral Nutrition, 1993

Metropolitan Life Insurance Company. January-June: Statistical Bulletin, 1983

Jong de PCM, Wesdorp RIC, Volovics A, Rouflart MMJ. The value of objective measurements to select patients who are malnourished. Clin Nutr 1985;4:61-66

Von Meyenfeldt MF, Meijerink WJHJ, Rouflart MMJ, Buil-Maassen MTHJ. Perioperative nutritional support: a randomized clinical trial. Clin Nutr 1992;11:180-186

Scheltinga MRM. Bioelectrical impedance analysis (BIA): a bedside method for fluid measurement. Studies of the body´s electrical impedance in various models of health and disease. Thesis. Amsterdam: Vrije Universiteit, 1992

Matthews TW, Lampe HB, Dragosz KD. Nutritional status in head and neck cancer patients. J Otolaryngol 1995;24:87-91

Linn BS, Robinson DS, KKlimas NG. Effects of age and nutritional status on surgical outcomes in head and neck cancer. Ann Surg 1989;207:267-273

THE “MUST” REPORT - Nutritional screening of adults: a multidisciplinary responsibility

Van Bokhorst de van der Schueren M, Van Leeuwen P, Sauerwein H, Kuik D. Assessment of malnutrition parameters in head and neck cancer and their relation to postoperative complications. Head Neck 1997;19:419-425

Hussain M, Kish JA, Crane L. The role of infection in the morbidity and mortality of patients with head and neck cancer undergoing multimodality treatment. Cancer 1991;67:716-721

Bassett MR, Dobie RA. Patterns of nutritional deficiency in head and neck cancer. Otol Head Neck Surg 1983;91:119-125

Westin T, Ahlbom E, Johansson E, Sandstrom B. Circulating levels of selenium and zinc in relation to nutritional status in patients with head and neck cancer. Arch Otolaryngol Head Neck Surg 1989;115:1079-1082

Como Citar

Fonseca, L. F., Castro Silva, J., Fernandes, J., Breda, E., & Monteiro, E. (1). Impacto do estado nutricional nos resultados cirúrgicos dos doentes com tumores da cabeça e pescoço. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 50(1), 47-51. https://doi.org/10.34631/sporl.134

Edição

Secção

Artigo Original