Prevenção e tratamento das complicações da cirurgia endoscópica naso-sinusal: Conhecimento adquirido no cadáver e revisão da literatura

Autores

  • João Pimentel Interno Complementar de Otorrinolaringologia - Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz – Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, Portugal
  • Pedro Cavilhas Interno Complementar de Otorrinolaringologia - Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz – Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, Portugal
  • Filipa Oliveira Interno Complementar de Otorrinolaringologia - Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz – Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, Portugal
  • Ricardo Santos Interno Complementar de Otorrinolaringologia - Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz – Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, Portugal
  • Vítor Oliveira Interno Complementar de Otorrinolaringologia - Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz – Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, Portugal
  • Deodato Silva Assistente Graduado de Otorrinolaringologia - Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz – Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, Portugal
  • Pedro Escada Chefe de Serviço de Otorrinolaringologia - Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz – Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, Portugal
  • Madeira da Silva Chefe de Serviço de Otorrinolaringologia - Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz – Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.34631/sporl.116

Palavras-chave:

cirurgia endoscópica naso-sinusal, complicações, prevenção, tratamento, dissecção em cadáver, revisão, hematoma orbitário, fístula de líquor

Resumo

Introdução: Desde a introdução da técnica actual na década de 80, a cirurgia endoscópica naso-sinusal (CENS) sofreu grande desenvolvimento e foi alargada a outros territórios. Apesar disso a técnica moderna não resolveu o problema dos riscos e da perigosidade da CENS, e as complicações desta continuam a ser a causa mais frequente de litigância médico-legal em otorrinolaringologia e cirurgia cérvico-facial nos EUA. O objectivo deste trabalho é apresentar indicações práticas destinadas a prevenir e tratar as complicações da CENS, baseadas na experiência clínica, no treino em cadáver e na revisão da literatura.

Métodos: Exposição da experiência e material iconográfico obtido:

1) nas sessões de treino em cadáver realizadas com os internos;

2) nos cursos práticos organizados pelo Serviço Universitário de Otorrinolaringologia do Hospital de Egas Moniz; e

3) nos casos clínicos do serviço. Revisão da literatura actualmente disponível sobre as medidas práticas para prevenir e tratar as complicações da cirurgia endoscópica naso-sinusal.

As complicações foram apresentadas utilizando uma classificação de acordo com o órgão lesado (orbitárias, vasculares e intracranianas) e a gravidade  (major e minor). Para cada uma delas foi realizada a apresentação sistematizada e documentada das atitudes preventivas e terapêuticas correspondentes, utilizando-se preferencialmente documentação obtida a partir de trabalho realizado pelos médicos internos.

Conclusões: As complicações da cirurgia endoscópica naso-sinusal irão sempre ocorrer independentemente da experiência do cirurgião e é obrigação deste tomar medidas para prevenir e tratar as complicações quando ocorram. O conhecimento actualizado das complicações na CENS, aliado ao treino em cadáver, permite que a curva de aprendizagem desta cirurgia se faça de forma mais rápida, com mais segurança e menor taxa de complicações.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Fokkens W, Lund v, Mullol J. European position paper on rhinosinusitis and nasal polyps 2007. Rhinol Suppl. 2007;(20):1-136.

Ramakrishnan VR, Palmer JN. Prevention and management of orbital hematoma. Otolaryngol Clin N Am 2010;(43):789-800.

Stankiewicz JA, Chow JM. Two faces of orbital hematoma in intranasal (endoscopic) sinus surgery. Otolaryngol Head Neck Surg 1999;120(6):841-7.

Bhatti MT. Neuro-ophthalmic complications of endoscopic sinus surgery. Curr Opin Ophthalmol 2007;18(6):450-8

Bleier BS, Schlosser R. Prevention and management of medial rectus injury. Otolaryngol Clin N Am 2010;(43):801-807.

Hong S, Lee HK, Lee JB, et al. Recession-resection combined with intraoperative botulinum toxin A chemodenervation for exotropia following

subtotal ruptured of medial rectus mucle. Graefes Arch Clin Exp Ophthamol 2007;45(1):167-9.

Wormald PJ, Kew J, Van Hasselt A. Intranasal anatomy of the nasolacrimal sac in endoscopic dacryocystorhinostomy. Otolaryngol Head Neck Sur 2000;123:307-10.

Cohen NA, Antunes MB, Morgenstern KE. Prevention and management of lacrimal duct injury. Otolaryngol Clin N Am 2010;(43):781-788.

Tabatabaie SZ, Heirati A, Rajabi MT, et al. Silicone intubation with intraoperative mitomycin C for nasolacrimal duct obstruction in adults: a

prospective, randomized, double-masked study. Ophthal Plast Reconstr Surg 2007;23:455-8.

Kim E, Tussel PT. Prevention and management of skull base injury. Otolaryngol Clin N Am 2010;(43):809-816.

Stankiewicz JA, Chow JM. The low skull base: an invitation to disaster. Am J Rhinol 2004;18:35-40.

Briggs CA, Wormald PJ. Endoscopic transnasal intradural repair of anterior skull base cerebrospinal fluid fistulae. J Clin Neurosci 2004;11(6):597-9.

Timperley D, Sacks R, Parkinson RJ, Harvey RJ. Perioperative and intraoperative maneuvers to optimize surgical outcomes in skull base surgery. Otolaryngol Clin N Am 2010;(43):699-730.

Ulualp SO. Complications of endoscopic sinus surgery: appropriate management of complications. Curr Opin Otolaryngol Head Neck Surg

;16(3):252-9.

Como Citar

Pimentel, J., Cavilhas, P., Oliveira, F., Santos, R., Oliveira, V., Silva, D., Escada, P., & da Silva, M. (1). Prevenção e tratamento das complicações da cirurgia endoscópica naso-sinusal: Conhecimento adquirido no cadáver e revisão da literatura. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 50(3), 221-227. https://doi.org/10.34631/sporl.116

Edição

Secção

Artigo Original

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 3 > >>