Laringocelo misto: Caso clínico e revisão da literatura

  • Rafaela Veloso-Teles Interna(o) de Otorrinolaringologia do Centro Hospitalar do Alto Ave (CHAA), Hospital Srª da Oliveira, Portugal
  • Ana Castro-Sousa Interna(o) de Otorrinolaringologia do Centro Hospitalar do Alto Ave (CHAA), Hospital Srª da Oliveira, Portugal
  • Sérgio Caselhos Interna(o) de Otorrinolaringologia do Centro Hospitalar do Alto Ave (CHAA), Hospital Srª da Oliveira, Portugal
  • Roberto Estevão Interna(o) de Otorrinolaringologia do Centro Hospitalar do Alto Ave (CHAA), Hospital Srª da Oliveira, Portugal
  • Vânia Henriques Interna(o) de Otorrinolaringologia do Centro Hospitalar do Alto Ave (CHAA), Hospital Srª da Oliveira, Portugal
  • Francisco Moreira da Silva Assistente Hospitalar de Otorrinolaringologia do CHAA, Hospital Srª da Oliveira, Portugal
  • Fausto Fernandes Director de Serviço de Otorrinolaringologia do CHAA, Hospital Srª da Oliveira, Portugal
Palavras-chave: Laringocelo, Quisto Laríngeo, Tumefacção Cervical, Disfonia

Resumo

Os Laringocelos são uma entidade patológica rara, causada por uma dilatação anómala do sáculo do ventrículo laríngeo. Os Laringocelos classificam-se em internos, externos ou mistos, consoante haja: extensão endolaríngea para a via aérea, expansão através da membrana tireohioideia, ou ambas as situações em simultâneo. São geralmente assintomáticos, mas o seu crescimento pode condicionar obstrução das vias aéreas superiores. Apresentamos o caso clínico de um doente de 37 anos, sexo masculino, que foi referenciado à consulta externa de ORL por disfonia e tumefacção cervical direita com cerca de 6 meses de evolução, associadas a disfagia e dispneia de esforço no último mês. O diagnóstico de Laringocelo Misto foi estabelecido clínica e imagiologicamente. O Laringocelo foi removido utilizando uma abordagem transcervical lateral e o doente apresenta-se assintomático, sem sinais de recidiva ao fim de um ano de follow-up. O caso é apresentado pela sua raridade, nomeadamente em jovens adultos, sendo acompanhado de uma revisão da literatura.

Downloads

Não existe ainda disponível informação de downloads.

Referências

-Reddy M, Ramakrishma C, Gupta M et al. Laryngocele- a case report and review of literature. Indian J Otolaryngol Head Neck Surg 2008;

:281-283.

-Pennings R, Hoogen F, Marres H. Giant Laryngoceles: a cause of upper airway obstruction. Eur Arch Otorhinolaryngol, 2001;258: 137-140.

-Swift A. Acute infections of larynx. Scott’s Brown Otorhinolaryngology, Head and Neck Surgery, 7th ed. Edward Arnold Publishers Ltd; 2008

-Gupta S, Goel A, Singh P. External Laryngocele. Indian Journal of Otolaryngology and Head and Neck Surgery, 1998; 50 (3): 298-391.

-Lancella A, Abbate G, Dosdegani R. Mixed Laryngocele: a case report and review of the literature. Acta Otorhinolaryngologica Italica,

;27: 255-257.

-Felix J, Felix F, Mello L. Laryngocele: a cause of upper airway obstruction. Rev Bras Otorrinolaringol, 2008;74(1): 143-6.

-Pinho M, Viana P, Omokawa M et al. External Laryngocele: sonographic appearance- a case report. Radiol Bras, 2007;40(4): 279-282.

-Dursun G, Ozgursoy O, Beton S et al. Current diagnosis and treatment of laryngocele in adults. Otolaryngol Head and Neck Surg,

;136: 211-215.

-Myssiorek D, Madnani D, Delacure M. The external approach for submucosal lesions of the larynx. Otolaryngol Head Neck Surg,

;125: 370-373.

-Thome R, Thome DC, De La Cortina RC. Lateral thyrotomy approach on the paraglottic space for laryngocele resection. Laryngoscope, 2000;110:447-50.

Como Citar
Veloso-Teles, R., Castro-Sousa, A., Caselhos, S., Estevão, R., Henriques, V., Moreira da Silva, F., & Fernandes, F. (1). Laringocelo misto: Caso clínico e revisão da literatura. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 52(1), 51-55. Obtido de https://journalsporl.com/index.php/sporl/article/view/108
Secção
Caso Clínico

Trabalhos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)