Turberculose ganglionar: Proposta de protocolo de atuação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34631/sporl.1025

Palavras-chave:

Tuberculose ganglionar, diagnóstico atempado, PCR, Polimerase chain reaction, Mycobacterium tuberculosis

Resumo

Introdução: A tuberculose ganglionar (TG) é uma das formas de apresentação mais frequente de tuberculose extrapulmonar, sendo também a mais comum na área de cabeça e pescoço.

Objetivos: Apresentar casos de TG cervical diagnosticados no Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital Garcia de Orta, analisando as dificuldades no diagnóstico através de citologia aspirativa com agulha fina. Proposta de protocolo de atuação com obtenção de amostra através de biópsia excisional, para posterior análise histológica, cultural e molecular.

Material e Métodos: Estudo retrospetivo. Análise descritiva dos casos de TG cervical diagnosticados no Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital Garcia de Orta com consulta dos processos clínicos.

Resultados e Conclusões: Foram analisados 7 casos diagnosticados com TG cervical. Os doentes eram, na sua maioria, do sexo feminino e imunocompetentes. Para esclarecimento do diagnóstico definitivo foi necessária, em todos os casos, a realização de biópsia excisional de gânglio cervical com estudo histológico, cultural e molecular (pesquisa de ADN de micobactérias por PCR) da amostra. Na maioria dos casos a definição do diagnóstico definitivo só foi possível com a combinação dos resultados histológicos e moleculares. Os autores propõem que em casos suspeitos de TG cervical, após exclusão de malignidade por CAAF, seja realizada biópsia excisional com estudo histológico, cultural e molecular. Esta forma de atuação, aumentará, assim, a probabilidade de um diagnóstico correto e atempado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

- WHO. Global tuberculosis report 2021 [Internet]. Geneva: World Health Organization; 2021. 43 p. Available from: https://www.who.int/publications/i/item/9789240037021

- Programa Nacional para a Tuberculose. Manual de Tuberculose e Micobactérias não tuberculosas: recomendações [Internet]. Lisboa: Direção-Geral da Saúde, 2020. Available from: https://www.dgs.pt/documentos-e-publicacoes/manual-de-tuberculose-e-micobacterias-nao-tuberculosas-recomendacoes.aspx

– Meghji S, Giddings C. What is the optimal diagnostic pathway in tuberculous lymphadenitis in the face of increasing resistance: cytology or histology?. Am J Otolaryngol. Nov-Dec 2015;36(6):781-5. doi: 10.1016/j.amjoto.2015.08.001.

– Mathiasen VD, Hansen AK, Eiset AH, Lillebaek T, Wejse C. Delays in the diagnosis and treatment of tuberculous lymphadenitis in low-incidence countries: a systematic review. Respiration. 2019;97(6):576-584. doi: 10.1159/000499052.

– Oishi M, Okamoto S, Teranishi Y, Yokota C, Takano S, Iguchi H. Clinical study of extrapulmonary head and neck tuberculosis: a single-institute 10-year experience. Int Arch Otorhinolaryngol. 2016 Jan;20(1):30-3. doi: 10.1055/s-0035-1565011

– Bozan N, Sakin YF, Parlak M, Bozkus F. Suppurative cervical tuberculous lymphadenitis mimicking a metastatic neck mass. J Craniofac Surg. 2016 Sep;27(6):e565-7. doi: 10.1097/SCS.0000000000002870.

– Mussedi O, Hameedi A, Al-Dorbie B, Abdullah B. A clinicopathologic review of 21 Cases of head and neck primary tuberculosis. J Oral Maxillofac Surg. 2020 Nov;78(11):1981-1985. doi: 10.1016/j.joms.2020.05.048.

– Sivaratnam L, Nawi AM, Manaf MR. An evidence-based clinical pathway for the diagnosis of tuberculous lymphadenitis: A systematic review. Int J Mycobacteriol. Apr-Jun 2020;9(2):107-115. doi: 10.4103/ijmy.ijmy_207_19.

– Gautam H, Agrawal SK, Verma SK, Singh UB. Cervical tuberculous lymphadenitis: Clinical profile and diagnostic modalities. Int J Mycobacteriol. Jul-Sep 2018;7(3):212-216. doi: 10.4103/ijmy.ijmy_99_18.

– Sellami M, Charfi S, Chaabouni MA, Mrabet S, Charfeddine I, Ayadi L. et al. Fine needle non-aspiration cytology for the diagnosis of cervical lymph node tuberculosis: a single center experience. Braz J Otorhinolaryngol. Sep-Oct 2019;85(5):617-622. doi: 10.1016/j.bjorl.2018.05.009.

Publicado

2022-12-18

Como Citar

Branco Lopes, M., Ferreira, F., Santos, C., André, C., & Antunes, L. (2022). Turberculose ganglionar: Proposta de protocolo de atuação . Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 60(4), 295-300. https://doi.org/10.34631/sporl.1025

Edição

Secção

Artigo Original

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 3 4 5 > >>